quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Verão: Cuide-se (03) Cãibra por calor



Cãibra por calor

Lesões por calor menos comuns e menos sérias, as cãibras por calor são espasmos musculares que ocorrem quando:

  • O corpo perde muito sal na transpiração intensa e não há reposição desse sal.
  • Os níveis de cálcio estão baixos
  • Consome-se muita água
Os músculos contam com um rígido equilíbrio de água, cálcio e sódio; quando esse equilíbrio é rompido, podem ocorrer cãibras por calor. Em essência, ocorre porque o músculo se contrai, mas não relaxa.

A alta temperatura não é um pré-requisito. A pessoa que se exercitar vigorosamente em uma temperatura baixa e transpirar pode desenvolver cãibras por calor se beber água e não repuser o sal.

Sinais e sintomas: As cãibras por calor podem variar de cãibras muscularess moderadas a extremamente dolorosas, sendo mais comuns nas pernas, mas panturrilhas e no abdome. Outros sinas e sintomas incluem: Batimentos cardíacos aceerados; pele quente e suada; temperatura do corpo normal; debilidade e tontura; exaustão e fadiga; abdome rígido e com aspecto plano; possivelmente náusea e vômito; nível de consciência normal.

Atendimento de Emergência:


1 - Se a vítima estiver em um ambiente quente, retire-a imediatamente do calor; coloque a vítima em repouso em local fresco.

2 - Administre pequenas quantidades de água salgada (meio copo a cada 15 minutos); dilua uma colher de chá de sal ou um cubo de caldo de carne em 250ml de água. Não use somente sal.

3 - Aplique toalhas umidas na testa da vítima e sobre os músculos afetados. Para aliviar a dor, tente esticar suavemente os grupos musculares envolvidos ou belisque o lábio superior logo abaixo do nariz (uma técnica de acumputura que melhora a cãibra dos músculos da panturrilha).

4 - Explique para a vítima o que aconteceu e como ela pode evitar uma recorrência; a vítima deve evitar esforço de qualquer tipo por, pelo menos, 12 horas, ou então as cãibras por calor reincidirão. Ligue para SAMU se a vítima apresentar outras doenças ou lesões, se surgirem outros sintomas ou se o estado da vítima piorar ou se ela não responder aos cuidados.

OBS.: Em muitos casos a massagem só aumenta  a dor. 


Fonte: FRADSEN, K. J.; HAFEN, B. Q.; KARREN, K. J. Guia de primeiros socorros para estudantes. 7ª ed. São Paulo: Manole, 2002, p.418-419

Nenhum comentário:

Postar um comentário