segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Caminhada e seus benefícios



Ontem, como planejado fui fazer uma caminhada que durou 1h30, me fez um bem enorme. Porém, acordei mais tarde do que o programado, ás 10:30h. O problema foi que sai apressada, pois já eram 11h, acabei esquecendo dois itens de extrema importância: garrafinha de água e protetor solar. Com o sol que fez ontem o dia todo, me queimei demais e fiquei toda ardida.


Antes da caminhada


Para os sedentários: Aizenman (2002) nos fala que ao iniciar a prática da caminhada nós devemos começar devagar e ir aumentando gradualmente o ritmo de duração da caminhada.

Mas, destacando os benefícios da caminhada: 

1 - Faz bem para o corpo e para mente. É nesse momento que penso em mil e uma coisas, faço alguns planejamentos.

2 - Se faz tempo que você é adepto ao sedentarismo, nunca é tarde para calçar um tênis apropriado, fazer um alongamento e pé na avenida, ou na praia ou onde quer que você vá para esse fim.

3 - Queima calorias, dá uma boa enxugada naquelas gordurinhas odiáveis. Sem falar que se for regular, permite que você entre naquele jeans tão amado.

4 - Propicia relaxamento e te faz dormir melhor. Hypescience traz que " andar pode aumentar os níveis de serotonina, o hormônio da felicidade, que relaxa seu corpo. O aumento na temperatura corporal que a caminhada gera pode sinalizar o seu cérebro para baixar a temperatura em seguida, o que promove o sono. Evite andar duas horas antes de ir para a cama. É muito tarde para resfriar o corpo."

5 - Fortalece o sistema músculo esquelético. A prática de atividade física produz adaptações biológicas que propiciam a melhora no funcionamento de vários órgãos e sistemas e no desempenho de habilidades motoras, auxiliam na prevenção de várias doenças, normalizam o estado emocional e facilitam a socialização (BALADY et al., 1994).

6 - Quanto ao ritmo, Lima (1998, p.45) relata que tanto o aumento como a diminuição dos passos em relação ao seu comprimento natural, vão aumentar o consumo de oxigênio e, consequentemente, o gasto calórico." Segundo este mesmo autor, caso o objetivo seja um maior gasto calórico, como nas caminhadas que auxiliam às dietas para emagrecimento, sugere-se que o ritmo de suas passadas naturais sejam modificados no sentido de caminhar com passos mais largos do que o normal. Se por algum motivo ele não conseguir se adaptar aos passos maiores, pode passar a caminhar com passos mais curtos que o normal. Ambas as técnicas consumirão mais calorias

7 - Excelente para o coração, porque segundo um estudo descobriu que andar rapidamente por 30 minutos todos os dias reduz suas chances de desenvolver a síndrome metabólica, que gera uma série de fatores de risco ligados a doenças cardíacas, diabetes e derrame (Hypescience).

8 -  Reduz as chances de câncer de mama. Segundo publicação da Hypescience, andar, mesmo por poucas horas na semana reduz significativamente o risco de câncer de mama, de acordo com um estudo. A idéia é que andar ajuda a reduzir os níveis de gordura corporal, uma fonte de estrogênio. Foram pesquisadas 74 mil mulheres na pós-menopausa com idades entre 50 e 79 anos. Aquelas que tinham um peso normal tiveram risco 30% menor de contrair a doença. As que estavam acima do peso reduziram entre 10 e 20% as chances. Mulheres mais jovens podem conseguir benefícios similares.



Além de ser um meio eficaz de levantar a auto-estima.
Uma paqueradinha também vale muito...


ALERTA: Lima (1998) adverte que erros na dosagem do volume (ritmo de duração) da caminhada são importantes agentes estressores e causadores de problemas ortopédicos, o que se constitui na atualidade como os principais fatores que levam ao abandono da prática da caminhada. Mais uma vez faz-se perceber a importância do ritmo, agora associado à duração da atividade de caminhar.
 
Estou pensando em reaprender a andar de bike...


ATIVIDADE FÍSICA, PRATIQUE ESSA IDÉIA!

OBS.: Vale ressaltar que é imprescindível a orientação de um educador físico; uma dieta balanceada orientada por nutricionista; beber bastante água e manter-se hidratado; uso de protetor solar e boné, a depender da hora da caminhada; roupas confortáveis e tênis adequados; visitas para check up no cardiologista e endocrinologista; aquecimento antes e alongamento depois para evitar lesões musculares.

Caminhada, corrida, musculação, jumping, boxe, judô, karatê, natação, tênis, dança, etc.

Pratique o que lhe proporciona prazer e bem estar!

"A prática de exercícios físicos também reduz o risco da doença arterial coronária pela melhora da capacidade cardiopulmonar, da circulação miocárdica, do metabolismo cardíaco e do aprimoramento das propriedades mecânicas do coração. Age também sobre os fatores de risco para doenças como a hipertensão arterial, alteração dos níveis plasmáticos de glicose e insulina, obesidade e anormalidades no perfil lipoproteico." (FALUDI et al., 1996).
 


REFERÊNCIAS

BALADY, G. J.; FLETCHER, C. B. J.; FROELICHER, E. S.; HARTLEY, L. H.; KRAUSS, R. M.; OBERMAN, A.; BOLLOCK, M. L.; TAYLOR, B. Cardiac rehabilitation. Am. Heart Assoc. Circul., v. 90, n. 3, p. 1602-1610, 1994.

FALUDI, A. A.; MASTROCOLLA, L. E.; BERTOLAMI, M. Atuação do exercício físico sobre os fatores de risco para doenças cardiovasculares. Rev. Soc. Cardiol. Est. São Paulo, v. 1, n. 6, p. 1-5, 1996.  

LIMA, Dartel Ferrari de. Caminhada - teoria e prática. Rio de janeiro: sprint, 1998.

Nenhum comentário:

Postar um comentário