segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Masturbação Feminina



Você ainda tem vergonha de falar sobre masturbação??


A sexualidade feminina é tema discutido de modo sútil, por ser visto de modo fantasioso e cheio de mitos. Ainda existe quem veja a mulher como uma peça exclusivamente para reprodução, esquecendo que o sexo é uma necessidade fisiológica, tanto quanto fazer xixi e cocô, beber água e comer. O tema é carregado de tabus e até mesmo preconceito! Para os homens, sexo e masturbação já fazem parte do pacote. E por que para a mulher tem que ser algo tão delicado a ponto de ser considerado um pecado mortal ou ato errado? Se nosso corpo pode nos proporcionar prazer, façamos bom proveito. Nada mais justo!
Os nomes dados a masturbação feminina são horrorosos, o pior de todos para mim é chamar de 'bater siririca'. Seja com dedo, seja com os mais variados objetos, tais como escova de cabelo, tubo de desodorante roll on, já ouvi muita coisa. Particularmente, prefiro os dedos mesmo e a melhor de todas foi numa banheira de hotel, depois de um dia estressante. A sensação de leveza é tudo!! 
Mas acredito que uma tocadinha de leve toda mulher já deu. Independente de idade, quando descobrimos o ponto de prazer escondidinho e que nos fazer tremer, suar, virar os olhos etc., é como descobrir um tesouro. Tem muita mulher que por falta de sexo, por falta de parceiro ou outras razões não dispensam a prática. Há ainda as que só gozam finalizando com a bendita.
A masturbação é um modo de conhecer o próprio corpo e também de saber quais pontos precisam ser estimulados para ter aquele final, pena que nem todo homem sabe onde e como fazer para que possamos chegar ao ápice do prazer.
Raros são os artigos científicos que abordam a temática. É indiscutível que esse desconforto na abordagem se deve a fatores culturais, questões sociais e falta de imposição feminina. Temos medo de que nos confundam com 'putas' por admitir que sentimos desejo sexual e que masturbação é uma delícia. Acredito ser este um temor generalizado imposto pela família e sociedade. Mas será que as putas não são mais felizes por exercerem seus direitos sexuais livremente? 
Raras são as mulheres que admitem ser adeptas da prática da masturbação. Qual o problema da mulher que admite que se masturba, que gosta de sexo, que curte ficar de quatro e adora gozar?? Ou mais, que gosta de apanhar, que curte sadomazoquismo? São tantos gostos peculiares ... Ser mulher nesse ponto não é muito fácil!! 
Na adolescência, por conta das alterações hormonais, o desejo é mais intenso. É um período onde as fantasias sexuais fluem, as inspirações são incessantes. E o mais gostoso, é encontrar o protagonista dessas fantasias! Muitas meninas piram por algum professor, eu pelo menos nunca me senti atraída por nenhum dos meus. Contudo, não somente adolescentes ou adultos vivenciam esse prazer. Algumas crianças descobrem precocemente o prazer que a masturbação proporciona e assustam os pais como uma paciente que conheci. Desde que tinha alguns meses ela se tocava e chegava a ponto de se urinar de prazer, o detalhe é que não havia hora ou lugar para ela praticar, até os quatro anos não tinha controle apesar do acompanhamento psicológico e pediátrico, depois desse período ela passou a criar uma consciência e cessou, pelo menos na frente dos outros. Foi um caso atípico, hoje essa pessoa é adulta e detesta lembrar dessa fase, pois morre de vergonha.
Para quem tem filhas, pode não ser um assunto fácil de abordar, mas deve ser tratado com naturalidade. Meninas assim como meninos, cedo ou tarde vão se descobrir e cabe aos pais respeitar o momento e não fazer disso um apocalipse.
Eu tenho amigas que não conseguem dormir sem boa masturbadinha. Não que haja necessidade de divulgação sobre o fato, mas que o assunto seja tratado de forma natural, pois assim como existe a masturbação masculina também existe a feminina. 
Embora, eu prefira a companhia de um homem, não é sempre que isso é possível. Comprei um belo, grande e grosso vibrador ciberskin com níveis de intensidade diferentes, porém gosto mais da leveza e toque de meus dedos. Na verdade, nunca consegui colocar ele todo... exagerei um pouco no tamanho quando comprei. Por mim, sexo é para ser feito todos os dias, mas solteira e sem um parceiro para as horas de necessidade, tenho que contar comigo mesma, pelo menos por enquanto.

A questão é a seguinte: enquanto nós mulheres persistirmos com o falso pudor, o azar será todo nosso. Portanto, se toca, mulher!!!

2 comentários: