quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Enfermagem: Ser enfermeiro(a)




Quem opta por ser enfermeiro deve estar ciente que a partir de então, está assumindo a responsabilidade de cuidar do outro, sendo assim é preciso ter força de vontade para superar conflitos, manter-se imparcial em certas casualidades. Portanto, empatia se faz necessário no primeiro momento de contato com o paciente, de forma que ele sinta-se seguro em confiar suas angústias, que possa tirar dúvidas a fim de receber orientações pertinentes ao(s) seu (s) conflito(s) ou problema(s). 


A enfermagem ao longo do tempo tem atraído muitas pessoas, a começar pelo status que carrega consigo, mesmo em paralelo, sendo estigmatizada por subjugo à medicina. É importante ter consciência de equipe, pois trabalhar com saúde requer união profissional, além de apoio e cooperação de todos. Pois não há equipe de enfermagem, sem o enfermeiro, o técnico de enfermagem ou auxiliar de enfermagem. Além do que, o médico não dá conta sozinho de uma cirurgia sem o auxilio de um profissional da equipe de enfermagem para ajudá-lo. Certamente, cada qual tem seu valor, porém ninguém vive sozinho o trabalha sozinho. A integração profissional e o conceito de trabalho em equipe deve ser discutido e implementado, com intuito de garantir benefícios para o paciente e melhor desempenho entre os profissionais.


Cuidar de outros implica repensar nossos conceitos, de modo que não devemos pré-definir ou antecipar idéias de pessoas das quais nunca vimos antes. Evitar vestir personagens imaginários é um modo de nos tornarmos mais humanos, pois não nos cabe julgamentos e rotular pessoas, sejam colegas de profissão ou pacientes. É importante aprendermos a nos colocar no lugar do outro, acredito ser essa a primeira lição em termos de humanização e esta deve ser praticada em todos os momentos. Embora saibamos que pessoas tentam aliviar suas frustrações procurando defeito em outras, talvez seja uma forma de amenizar seu auto-conceito negativo. Contudo, cada qual deve buscar meios de trabalhar seus conflitos pessoais sem criar vítimas, mesmo que elas não estejam conscientes disso.


A individualidade do paciente é algo a ser respeitada e requer do enfermeiro inteligência emocional. Partindo do princípio que cada um tem suas necessidades distintas, além do significado de qualidade de vida que é variável. Uma questão de bom senso saber ser imparcial e ao mesmo tempo respeitar as crenças ou atitudes do outro, não somente na profissão de enfermagem, mas em todos os momentos da vida, sendo esta uma forma de abrir-se ao novo, analisar outras idéias mesmo que não sejam atrativas a sua vida pessoal.


Ser enfermeiro, não é apenas usar roupa branca, jaleco, pendurar um estetoscópio no pescoço e encher os bolsos de materiais. É estar apto para segurar a mão de alguém quando necessário, é ter um olhar humano para a vida, é estar pronto para transformar-se a cada dia diante das diversidades, renovar-se quando necessário, reconhecer seus sentimentos e assumi-los, assim como seus erros de conduta. 


Ouvir e saber calar na hora certa, trabalhar a auto-estima e controlar a vaidade, jamais deixar algo que pode ser feito agora para depois, porque o depois pode ser tarde demais. Além de tudo, estimular pessoas a ter uma vida saudável, compartilhar solidariedade. Pensar na coletividade, mantendo o respeito ao próximo e a honestidade consigo mesmo acima de tudo. 


Querer ser melhor a cada dia, não para sentir-se melhor que os demais, mas para ser auto-confiante. Valorizar o saber teórico-científico, mas também o saber empírico. Pois vivemos em meio a diferentes povos e culturas num espaço pequeno e isso gera impasses, então tentar compreender as diferenças, sem imposição de idéias. É importante avaliar riscos, mas acima de tudo é importante saber alertar sem parecer arrogante aos olhos alheios.


Ser enfermeiro é mais que uma profissão, é se permitir reaprender a ser humano. Embora hajam casos que ferem o conceito da profissão, ainda há quem faça a diferença e espero que os enfermeiros que ingressarão no mercado profissional façam a diferença e inspirem boas ações, atos responsáveis e exemplares.



Nenhum comentário:

Postar um comentário