quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Bahia, terra de encantos - Barra Grande na Península de Maraú

BARRA GRANDE, PENÍNSULA DE MARAU

Partindo do Porto de Camamu


Procurando um paraíso? Este é o caminho...


Em meio a natureza, esse lugarzinho acolhedor na Bahia com certeza vai te proporcionar momentos de relaxamento e paz. Para chegar em Barra Grande, uma via comum é pelo porto de Camamu numa travessia de barco de cerca de 1 hora e meia. Durante o trajeto é possível observar a vida selvagem e a presença de mangues, de grande extensão de Mata Atlântica.

São diversas pousadas espalhadas na vila e as melhores opções, de frente para o mar. O café da manhã das pousadas é caprichado com produtos da terra... hummm Há também uma grande quantidade de casas dispostas para aluguel por temporada e local para camping. Lá só tem um probleminha, sinal de celular. Em vários pontos da ilha, você não consegue sinal algum para nenhuma operadora. Barra Grande está situada no litoral Sul da Bahia, entre o Oceano Atlântico e a Baía de Camamu, na Península de Maraú, que está localizada na Costa do Dendê, 200 km ao sul de Salvador, a 150 km ao norte de Ilhéus. A vista perfeita para o mar, imensos coqueirais e com uma grande extensão de areias limpas, fato que comprova a conservação do ambiente por todos os que frequentam o local. 


É uma excelente opção de lugar para relaxar, curtir com amigos, fazer excursão ou seja qual for o motivo da viagem. Fazer caminhadas pelas praias de manhã cedinho para despertar com um lindo dia ou à tarde para esvaziar a mente, deixado a brisa levar os problemas para bem longe e seguir até a Ponta do Mutá, onde você tem a melhor vista do pôr do sol.



Os restaurantes não são muito baratos, mas uma boa opção à noite, é o Dri e Dani que fica na vila, lá você encontra opções de Tapioca, sanduíches diversos, recomendo o de presunto e o sanduíche a moda da casa. Lá os preços são bons! Tem também a pizzaria Pinochio, que tem rodízio de pizza. As casas da vila são simples e o pessoal bastante atencioso com os turistas. As ruas com chão de areia cruzam jardins com flores e árvores frutíferas, muitos cajueiros, coqueiros, tamarineiros, etc. 



Poucos carros circulam na ilha, é muito comum ver jardineiras (caminhonetes como S10, D20, carros de tração adaptados para passeio, tendo na carroceria bancos acoplados para acomodar uma maior quantidade de pessoas) ou ainda, quadriciclos. 


A vila é sempre tranquila e tem um estilo bucólico, mas à noite há festas, por exemplo no Bar do Mestre que fica próximo ao porto.  Em dias de sábado, durante o verão, uma banda de forró vai animar as noites de lá. Rola música ao vivo também à noite na pracinha. Há diversas lojinhas com diversos produtos e muito artesanato. Fiquei encantada com as luminárias, que tem preços variando entre R$ 65 a 200. É vendido também o chocolate e o creme de cacau, produtos naturais/orgânicos, saborosíssimos!! Bombons tipo trufas vendidos de 1 por R$3 ou 2 por R$5. São mais gostosos que a barra. Cangas por R$30 e 35, muito lindas e de excelente qualidade. Detalhe: Uma garrafinha de água mineral sai entre R$3 a 4, o mesmo para água de coco. Portanto, se você sabe trepar em coqueiro, aproveite! 

Partindo de Barra Grande, de barco, é possível visitar outras ilhas, incluindo a famosa Ilha da Pedra Furada, onde você paga R$5 para ter acesso. Lá tem cavernas e a gruta com rostos como o de Cristo esculpido naturalmente na pedra ou mesmo é possível visualizar uma sereia de perfil dentre as imagens. 
Obs.: Essa mensagem na imagem é a pura realidade!


Taipu de Fora - Fica pertinho de Itacaré. Para chegar nesse pedacinho de paraíso, a jardineira é a melhor opção, pois as estradas são de terra, com muito buraco para não dizer cratera e sendo assim, não é qualquer carro que consegue fazer o percurso. 


Para ter essa visão acima, tem época certa. No período de lua cheia, a maré está baixa e deixa a mostra os corais, formando piscinas naturais, de modo a proporcionar esse espetáculo aos visitantes. O local é uma delícia para mergulhar, prática de snorkel, etc. Há também um ponto de aluguel de máscara de mergulho, colete salva vidas, óculos para mergulho, pé de pato. Para tirar fotos debaixo d'água, há profissionais que acompanham os turistas, orientando os melhores closes e o custo não é caro. 




Restaurante - almocei no Buda Beach, tem uma boa estrutura e oferece conforto aos clientes.  É irresistível tirar uma foto com o cardápio gigante, parece que eles querem que o tamanho do cardápio faça alusão aos preços. Um ambiente convidativo de frente para a praia, isso não posso negar. Mas o atendimento deixou a desejar, além dos preços absurdos. Exemplo, uma moqueca que mal dá para dois, por um preço que serviria um batalhão. Um filé aperitivo (filé e fritas) que dava apenas para uma pessoa que come bem por R$38 reais. Fora que pedi uma coca zero e uma porção de arroz que nunca chegaram, mas que estava na conta na hora de pagar. Com certeza, não paguei os 10%. 


O lugar é lindo, transmite uma paz enorme. Recomendo uma visita e posso conceituar em apenas uma palavra minha estadia por lá...inesquecível!

Mais informações: Barra Grande

Nenhum comentário:

Postar um comentário