terça-feira, 31 de julho de 2012

Dica: Erros que devem ser evitados no currículo


Excesso de detalhes: Vários detalhes podem ficar de fora do seu currículo. Telefones demais, por exemplo – o seu celular e telefone da casa já são suficientes. Evite nomes de referência, salários por posição e endereço de empresas ou escolas. Esses dados, se necessários, vão ser solicitados posteriormente.

Muito espaço em branco: Não precisa deixar o currículo tão cheio a ponto de parecer um jornal, mas um currículo de meia página pode mostrar que você não tem trabalhos suficientes ou experiências de vida. Mesmo que você nunca tenha tido um emprego, deve ter feito pelo menos um trabalho voluntário, atividades extracurriculares ou tido posições de liderança. Não apresente um currículo mostrando apenas seu objetivo.

Segunda página: Não faça um currículo com duas páginas, a menos que simplesmente liste referências. Se você não conseguir fazer um currículo em até uma página, pode dar a impressão que falta capacidade de se comunicar de forma sucinta – o que está se tornando cada vez mais crucial no nosso mundo de redes sociais.

Foto: Muitas pessoas cometem o erro de colocar uma foto de si mesmo no currículo, pensando que a boa aparência vai ajudar a conseguir uma entrevista. No entanto, uma empresa não pode considerar uma imagem na hora de determinar se você está ou não qualificado para a vaga. Várias empresas descartam imediatamente currículos com fotos.

Dados imprecisos: Tome sempre cuidado para colocar períodos de trabalho, títulos e responsabilidades de maneira consistente e correta. Imprecisões no currículo podem causar grandes problemas em entrevistas.

Distrações: Conheça a linha entre as boas informações e muita informação. Listar premiações ou vitórias desnecessárias podem causar má impressão. Certas informações causam mais distração do que adição positiva no currículo.

Escola Primária: Nada de colocar onde você completou seu ensino fundamental no currículo. O importante para o empregador são os graus universitários e formação profissional.

Coisas estranhas: Não coloque passatempos ou interesses estranhos em seu currículo. Há melhores maneiras de mostrar sua individualidade.

Fonte: Usar Comic Sans, letras coloridas ou qualquer fonte que grita “eu não sei o que estou fazendo!” é uma péssima maneira de fazer um currículo.

Email fofix: Nada de usar e-mails bonitinhos que você tinha na sua adolescência. Se você ainda usa florzinha_21@hotmail.com para se comunicar, é a hora de criar um e-mail profissional.

Fonte: [LiveScience]/Hypescience

Nenhum comentário:

Postar um comentário