quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Série Medium (A paranormal)

Medium (A paranormal)

Resumo por Minha SérieMedium, é uma série inspirada na história real de vida da médium Allison DuBois. Em Medium, Patrícia Arquette é Allison, que tenta buscar o equilíbrio entre a vida familiar e a habilidade que tem. Mãe de três crianças, esposa devota e estudante de Direito, percebe que pode falar com pessoas mortas, ver o futuro em seus sonhos e ler pensamentos, e, assim passa a trabalhar junto com a polícia para, com suas visões, colocar criminosos atrás das grades. Nos novos episódios de Medium, o mundo de Allison (Patricia Arquette) e de sua família são virados de cabeça para baixo após as habilidades dela como médium serem expostas ao público, resultando em grandes mudanças profissionais e pessoais.



Quem lembra de Patricia Arquette em 'Stigmata'? Ela fez um papel excelente! Na entrevista para a G1 quando perguntaram se houve muito incidente sobrenatural nos bastidores de Medium, a protagonista negou e contou um ocorrido em Stigmata: 

"Não em “Medium”, mas muitas coisas estranhas aconteceram nos sets de filmagem de “Stigmata” (1999). Para ter uma ideia, no primeiro dia, a gente estava filmando dentro de uma igreja e uma das estruturas de metal que segura os holofotes caiu bem na cabeça da estátua de Jesus, evitando cair em cima de alguém, o que poderia ter sido horrível. Foi muito estranho."

Um filme marcante para mim, foi o que Sofia Vassilieva ( que interpreta Ariel Dubois) contracenou com Cameron Diaz, 'Uma prova de amor'... Quem ainda não assistiu recomendo! 

A primeira vez que vi um episódio de Medium foi na Universal, achei muito legal e como os episódios exibidos já estavam bem adiantados, resolvi assistir desde o inicio e procurei na internet. Comecei assistindo as temporadas pelo Megafilmeshd.net e depois pela Netflix (canal pago/online). Medium foi ao ar em 2005 e por fim foi cancelada. O roteiro básico da história é que Allison Dubois tem sonhos que a ajudam a desvendar crimes, além de sensibilidade para ver cenas do passado e até mesmo do futuro e sua sensibilidade para enxergar a verdade nas narrações. As histórias são muito bem desenvolvidas, gostei muito da ideia de união familiar representada pela família Dubois. Acompanhar o crescimento das meninas no avançar da série também foi muito legal, assim como conseguiram manter o mesmo elenco e isso foi um diferencial, pois creio que quando há uma troca de ator para um personagem quebra a integração. Às vezes achava a Allison um tanto hipócrita e exageradamente dramática, especialmente num dos episódios da última temporada quando resolveu 'fechar o tempo' com o detetive Lee e em algumas outras situações, a exemplo, nas histórias com Cooper... ele era um anti-herói, mas bem, Sra. Dubois não compreendia isso, para ela a vida era sagrada, mesmo a de um assassino. Embora em momento ou outro, a minha antipatia com algumas crises da personagem viessem a tona, logo passava. O último episódio foi intenso, eu não sei o que eu esperava, mas tudo que eu não queria aconteceu (não vou contar...porque vira spoiler), mas deveria acontecer e no final foi tudo lindo! Só lamento pelo fim da série.

Nenhum comentário:

Postar um comentário